Luto: dicas para aceitar e lidar com a perda

Veja também:

A morte sempre foi algo presente nas nossas vidas, seja nos filmes ou na vida de pessoas ao nosso redor, e essa sempre foi uma certeza que todos nós tivemos.

No entanto, nada e nem ninguém te prepara para lidar com a dor excruciante e até física que a perda de alguém que amamos traz.

No entanto, o processo de luto é uma resposta do seu emocional e é um processo que pode ser curado e aliviado.

Para te ajudar, neste post daremos dicas práticas de como passar por cada estágio do processo de luto e como navegar em cada um com dicas de como aceitar e lidar com a perda de alguém.

Uma boa leitura e que você se sinta acompanhado (a) e abraçado (a) por toda a equipe Pax.

 

O que é o luto

O luto é um processo que acontece após a perda de alguém ou até de algo ou algum vínculo afetivo, mas não é algo patológico.

É uma resposta emocional já esperada para esse tipo de situação de perda.

Esse é um processo psicológico que afeta cada pessoa de uma forma e que pode, inclusive, se manifestar de forma física, uma vez que nossas emoções alteram áreas do cérebro ligadas ao nosso ser físico.

Vale lembrar que essa é uma dor forte, mas passageira! O tempo vai ser diferente de pessoa para pessoa, mas esse processo tem um fim e esse é o motivo deste artigo.

Para evitar o desenvolvimento de problemas decorrentes, como a depressão, é preciso lidar com essa dor e colocar em prática ações que ajudam a amenizar e lidar com a perda.

 

Quando o luto se torna algo patológico?

O luto se torna algo patológico quando o processo já se prolonga por anos e a dor continua presente.

Nesses casos, é comum que a pessoa continue lutando com os 3 primeiros estágios do luto e precise de ajuda profissional.

Se você se identificou, relembramos que o luto não é patológico, que existe um processo de cura, e que esse é o objetivo deste texto: te ajudar a lidar com essa dor e aceitar que a morte é algo natural da vida.

 

Dicas para lidar com o luto

Não finja que está tudo bem

Uma das fases do luto é a negação, onde a pessoa tenta amenizar o sofrimento com uma verdade inconveniente ou fingindo que está forte ou que nada aconteceu.

Mas para atingir a fase de aceitação, é preciso viver o luto. Por isso, não ignore essa fase da sua vida e desabafe, chore quantas vezes quiser e sinta a dor, por mais insuportável que seja.

Esse é um processo natural, e sentir e passar pelo luto é o caminho mais fácil e rápido para aceitar o processo natural da vida e a perda de alguém.

 

Não se isole

O isolamento é uma das causas da extensão do período de dor e sofrimento do luto e um dos principais motivos para o desenvolvimento de depressão.

Por mais que você sinta que toda sua vontade de viver e interagir com outras pessoas tenha ido embora, é preciso evitar mergulhar na escuridão desse período sozinho (a).

Por isso, por mais difícil que seja, se force a voltar à vida e interagir com as pessoas à sua volta. Durante esses momentos, você vai receber palavras de conforto, tirar a cabeça dessa zona de sofrimento e receber carinho e amor, o que faz toda diferença no processo de cura.

 

Busque uma nova rotina

Voltar à rotina normal pode ser difícil e visto como algo a se culpar por talvez estar banalizando e esquecendo a vida de quem se foi.

Mas esse é o processo a ser seguido e pode se tornar um pouco mais fácil caso você procure uma nova rotina que não te faça lembrar do “antes”.

Caso essa volta se torne algo impossível, é necessário procurar ajuda profissional, pois o processo de cura do luto exige que essa barreira seja quebrada.

 

Terapia

A terapia ou busca por ajuda profissional é outra barreira que precisa ser quebrada.

Assim como a fisioterapia é necessária para a recuperação de traumas físicos, a terapia é um “tratamento” capaz de aliviar a dor e facilitar a passagem pelo período de luto.

O profissional responsável é qualificado para te ajudar a navegar pelos 5 estágios de luto: Negação, Raiva, Negociação, Depressão e Aceitação, te orientando e ajudando a traçar novos planos nessa nova realidade da sua vida.

 

 Lembre-se de que você não precisa estar sozinho durante esse período e que por maior que seja a dor que você está sentindo agora, existe apoio e ajuda.

Esperamos que esse artigo te ajude no seu processo de luto e, caso precise, não hesite em procurar ajuda profissional.

Um abraço virtual de toda equipe Pax Centro Minas.

Se você achou que esse conteúdo pode ajudar alguém, compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Open chat